Em chamas!

Vocês sabiam que, no Corpo de Bombeiros de Pernambuco, do total de 2.735 integrantes, apenas 222 são mulheres?.. O primeiro concurso com vagas femininas foi o de 2004, quando todos tiveram que se adequar à chegada das primeiras bombeiras. Para entender um pouco desde universo, conversei com a capitã Karla Almeida, de 38 anos, mãe de Kayke Rafael, de 9 meses, e jogadora de handeball; e ainda com Valeska Taurino, de 35 anos, do grupamento de incêndio, que é destaque na turma dos 42 alunos de jiu-jitsu da Corporação, onde só treinam apenas três mulheres. Não brinquem com essas garotas. Elas estão em chamas! Confere aí o vídeo! 😉

 

Pra não dizer que não falei das flores

Já imaginou estar à frente de um cargo público tentando defender pautas sociais importantes e ser perseguido, ameaçado e constantemente colocado em situações vexatórias para tentar diminuir a importância de suas lutas?.. E se esse cara tiver uma lista de prêmios recebidos?.. Em 2013, Medalha de Honra ao Mérito Pedro Ernesto, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, e o Troféu Nelson Mandela, pela atuação em defesa da igualdade; integrante da lista de 50 personalidades destaque na defesa da diversidade da revista The Economist em 2015 e, no mesmo ano, escolhido o melhor deputado federal, pelo Congresso em Foco.

Nordestino, nascido no interior da Bahia, o professor e jornalista de 44 anos Jean Wyllys (PSOL-RJ) assumiria em fevereiro o seu terceiro mandato na Câmara Federal, onde vem lutando, desde 2010, por políticas públicas mais justas para LGBTs, negros e mulheres, mas, há poucos dias, anunciou que, temendo por sua vida e de seus familiares, está decidido a deixar o Brasil. Para nos ajudar a refletir sobre o assunto, conversei com a co-deputada Kátia Cunha, assumidamente lésbica, eleita para a Assembleia Legislativa de Pernambuco na candidatura conjunta Juntas (PSOL-PE), junto a outras quatro mulheres. E ainda com o artista da cena da diversidade Filipe Catto, que também já pensou em sair do país por não se sentir seguro. Confere o vídeo 😉

 

O “policial” do Batalhão Rodoviário

Seguindo no ritmo das férias, nesta semana, não posto aquela crônica em vídeo como costumo fazer. Dessa vez, faço um bocadinho diferente. Há poucos dias, em pleno trânsito do Grande Recife, flagrei uma figura beeem curiosa: um idoso, pedalando uma bicicleta toda adaptada como as motos do Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar de Pernambuco. Não sosseguei até descobrir algum contato que me levasse a ele. Consegui. E, assim, conheci de perto um grande sonhador, de alma leve. Conheça também Severino dos Santos, o Biu do BPRV de Camaragibe. 😉

Quem não pode com a formiga, não assanha o formigueiro

Depois do recesso de fim de ano, cá estamos de volta, no modo férias. Por isso, o formato diferente. Dividindo-me entre diversão, viagens e descanso, sigo de olho nas notícias e em (quase) tudo a meu redor.  E, olha, as polêmicas dos últimos dias foram muitas, a começar pelas recuadas do governo Jair Bolsonaro. Particularmente, não quis dar muito cartaz ao vídeo dos jovens empresários falando mal de nordestino, mas, irritou-me saber que, enquanto o salário mínimo decresceu na nova gestão federal, filhinho de vice-presidente passou a receber R$ 36,3 mil… Nepotismo na cara dura.

Confere aí a crônica da semana 😉

Foi bom pra você?..

2018 foi um ano, no mínimo, intenso. Vamos relembrar alguns dos fatos mais marcantes?.. E me digam aí: o que teve de melhor e de pior no ano de vocês?.. Ah, adeus ano velho, viu?.. Foca em 2019, que tudo vai dar certo. 😉

FICHA TÉCNICA:

Projeto e texto: Sílvia Leitão

Fotografia: Rafael Reynaux

Edição de imagens: Sérgio Rabêlo

Um Natal de paz, em nome de Jesus!..

Haddad virando réu em processo por corrupção em lavagem de dinheiro; futura ministra do presidente eleito planejando criar uma espécie de Bolsa-Estupro para vítimas de abusos sexuais; relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontando transações de R$ 1,2 milhão em um ano na conta de um ex-motorista do gabinete de deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do futuro presidente e eleito senador em outubro… Ihhh, as eleições 2018 acabaram, mas as coisas seguem quentes no Brasil. Será que o clima entre os “petralhas” e “bolsomínions” voltou a ser de paz ou nem o espírito natalino amansou as feras?.. Confere aí a crônica dessa semana e se diverte!.. 😉

FICHA TÉCNICA:

Projeto e reportagem: Sílvia Leitão

Edição de Imagens: George Cordeiro

Que tal umas férias sem celular?

Férias chegando e, antes de arrumar as malas e comprar as passagens, já pensou em tirar um descanso também do smartphone?.. No mundo todo, tem turista exagerando nas selfies a tal ponto que está surgindo um movimento chamado turismofobia. Cho-ca-da. Numa praia da Argentina, por exemplo, um grupo de estrangeiros ficou passando um filhote de golfinho de mão em mão pra fazer foto e o resultado foi a morte do animal… Em Roma, na Itália, duas mulheres se atracaram porque uma estaria atrapalhando a selfie da outra lá na Fontana di Trevi – e o caso foi parar na delegacia! Meu Deus!!!.. E você? Também se excede nos cliques?.. Confere aí a crônica da semana. Espero que se divirta 😉

FICHA TÉCNICA:

Projeto e texto: Sílvia Leitão

Fotografia: Rafael Reynaux

Edição de imagens: Sérgio Rabêlo

Está aberta a temporada de confras!

Eu adoro dezembro, fico até emotiva. Verdade. Vem um filme na cabeça ao lembrar de tudo por que passei o ano todo, junto com o gostoso clima que paira no ar quanto mais nos aproximamos do Natal. Mas, para a alegria geral da nação, o mês marca a chegada da temporada de confraternizações!.. E aí, meus caros, é uma crônica à parte… E eu resolvi usar e abusar de alguns dos colegas da TV Clube/Record TV Recife (onde sou editora) pra demonstrar um pouquinho desse universo paralelo pra vocês. Espero que se divirtam, com o vídeo e com as suas confras de fim de ano por aí – só não se esqueçam de tomar aquele remedinho, antes e depois da farrinha. Já eu, tô lascada, se fizer bobagens, terei que arcar com a ressaca mesmo. Sou alérgica a Engov 🙁

FICHA TÉCNICA:

Projeto e texto: Sílvia Leitão
Fotografia: Rafael Reynaux
Edição de imagens: Eliel Rodrigues

A dois passos dos “enta” – agora é vídeo!..

SEXTOUUU!!. E o Menina Veneno está clima. Desculpaê o atraso da postagem  de hoje, mas é que a gente estava caprichando nos detalhes… Aviso aos navegantes: a crônica desta semana não é jornalística. Atendendo a pedidos, fiz uma versão em vídeo do texto À Beira da Ladeira dos Enta, publicado no blogmeninaveneno.com.br. Faço 40 anos em abril de 2019. Em crise de meia-idade, eu??.. Não, até um dia desses… E, nas ruas, o que será que o povo acha sobre velhice?.. Dá o play e confere!..

FICHA TÉCNICA:

Projeto e texto: Sílvia Leitão

Fotografia: Rafael Reynaux

Edição de imagens: Sérgio Rabêlo

Trilha: Menina Veneno, Ritchie

 

A banalização do assédio – Silvio Santos vem aí

No embalo da Revolução Francesa, em 1791, Olympe de Gouges elaborou a Declaração dos Direitos da Mulher e Cidadã, pela equiparação de direitos entre os sexos. O movimento feminista tomou impulso durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), quando os homens foram para as trincheiras e as mulheres às fábricas. Em novembro de 1918, as alemãs passaram a votar e ser eleitas – por aqui, só teríamos essa conquista em 1932. Na década de 60, a revolução viria com a pílula anticoncepcional. Nos anos 70, o feminismo se consolida no mundo como movimento político e de caráter sindical e, aqui no Brasil, ainda se fortalece com a Lei do Divórcio. Estudiosos dizem que estamos na terceira onda do feminismo, que teria começado na década de 90. São tantas conquistas e tantas batalhas ainda a enfrentar. Mas tudo se baseia no direito ao RESPEITO, à IGUALDADE, afinal, nós, mulheres, já cansamos de virar ESTATÍSTICAS – a cada dois minutos, cinco mulheres são espancadas no Brasil, segundo pesquisa da Fundação Perseu Abramo (2010). O machismo e seus reflexos não podem ser banalizados, basta dessa cultura opressora. Aí, nesses dias, veio um certo apresentador de TV dar uma de machão e constranger a cantora Claudia Leitte em plena transmissão ao vivo em favor das crianças da Associação de Apoio à Criança Deficiente (AACD), o Teleton. Chega de assédio. Mexeu com uma, mexeu com todas. Comigo também. Confere aí a crônica da semana.

Projeto e texto: Sílvia Leitão

Fotografia: Rafael Reynaux

Edição de imagens:  Eliel Rodrigues